sábado, 7 de novembro de 2009

NE ME QUITTE PAS

Uma das amadas de Brel, Suzzane Gabrielo, era cantora e fez com ele a temporada de Verão de 1955. Um dia disse-lhe para ele deixar aquelas canções lamechas e moralistas que ele escrevia e cantava. Dizia ela que “canções moralistas qualquer padre operário cantava … Ele deveria escrever e cantar canções de amor”. E ele concordou porque escreveu uma das mais belas canções de amor que se conhecem - Ne me quitte pas.

NÃO ME DEIXES (1959)

Não me deixes… Vamos esquecer... Tudo o que passou, pode esquecer-se; vamos esquecer o tempo dos mal entendidos e o tempo perdido a saber como esquecer essas horas que às vezes matavam, a golpes de “porquê?”, o coração da felicidade... Não me deixes, não me deixes...
Vou oferecer-te pérolas de chuva vindas de países onde nunca chove; escavarei a terra, mesmo depois da minha morte, para cobrir o teu corpo com ouro e com luz... Farei um reino onde o amor será rei, onde o amor será a lei e tu serás a rainha… Não me deixes, não me deixes...
Não me deixes… Para ti inventarei palavras insensatas que tu compreenderás; falar-te-ei daqueles amantes que viram por duas vezes os seus corações em brasa... Contar-te-ei a história do rei que morreu por não te ter encontrado... Não me deixes, não me deixes...
Já se viu tantas vezes reacender-se o fogo num antigo vulcão que todos julgavam extinto... Diz-se até que as terras queimadas dão mais trigo, e trigo melhor que o de Abril... E quando a tarde cai, não é verdade que o vermelho e o preto se casam para que o céu se inflame... Não me deixes, não me deixes...
Não me deixes… Não vou chorar mais, não vou falar mais, vou esconder-me aqui e fico a olhar-te dançando e sorrindo, fico a escutar-te, cantando e rindo... Deixa-me ser a sombra da tua sombra, a sombra da tua mão, a sombra do teu cão, mas não me deixes, não me deixes... Não me deixes…




Por curiosidade incluo outra interpretação de Ne me quitte pas por MAYSA MATARAZZO uma cantora brasileira que morreu em 1977, aos 41 anos de idade.

1 comentário:

  1. É indecente esta canção não ter comentários.

    É perfeita.

    ResponderEliminar